A felicidade irrisória

spaok

Sabe existe muitas coisas que eu amo em você. Você e eu assim, juntos. Um sorriso, nossa história, um abraço, uma lágrima, um gesto, um carinho, um olhar, uma piscadinha de olho, um aperto de mão, uma mordida na bochecha, uma carícia, um cheiro no cangote, um afago. Um par de palavras bonitas outras nem tanto, uma frase complementar, o café na cama, o encontro atrasado, as piadas internas, a primeira casa do andar de cima, os olhos brilhando no primeiro encontro, os lábios trêmulos no primeiro beijo.

– Ei, amor.
– Que foi?
– Eu te amo!
– Eu também.
– Você o que ?
– Do que?
– Você me ama?
– Claro.
– Ama?
– Já não disse isso.
– Não.
– Claro que falei agora.
– Que me ama? Não ouvi, repete.
– Por quê?
– Por nada eu só quero ouvir.
– Aham.
– O quê?
– To cansado, para de procurar discussão por nada.
– Não to discutindo, só falei que te amo.
– Ta bom, eu já disse que eu também.
– Você o quê?
– Nossa, você hoje tirou o dia.

E assim continuo entre sorrisos e abraços, beijos e amassos, carícias e mentiras.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s