Amar é libertar

O amor em tempos modernos é insano é tudo a flor da pele, é agora sem demora, sem espera, sem planejamento, o tempo que passa rápido, o momento que não volta, porém o amor é a calmaria na tempestade, não a tempestade na calmaria. Vejo a forma como as pessoas se tratam nos relacionamentos modernos e atuais, muitas vezes “monogâmicos” em partes, porque hoje existe até vários tipos de traições, trair de beijo é uma traição mais leve que transar, então a pessoa “te perdoa” porque te ama, mas cadê o amor próprio, fidelidade de ambas as partes que escolherem estar juntas livremente e monogamicamente se foi assim que ambas escolheram. O que vejo por ai é muito eu te amo em forma de prisão, você não pode isso, não pode ir ali, não pode falar com fulano(a). Mas veja bem, essas pessoas dizem que amam. O que é o amor?

Ultimamente tenho achado que não sei amar, porque meu amor é liberto. Só amo dessa forma.

Não gosto de me sentir presa, gosto de estar livre estando com alguém a liberdade a dois é tão encantadora, meu desejo pro mundo é que as pessoas amem livremente.

O amor precisa de espaço para crescer, o amor é a liberdade de saber que o outro está com você simplesmente por estar, por te querer o bem independente de tudo. Amor também é deixar o outro ir e seguir um caminho diferente do seu e torcer por aquela pessoa, amar nem sempre é estar junto, mas amar tanto e ser capaz de libertar o outro para vê-lo voar o mais longe que puder e trilhar seu caminho.

Amem mais, se amem mais, libertem mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s